Fechar

Como a Tracksale entrega B.I. (Business Intelligence) para as empresas?

Por Tomás Duarte em 12 de setembro 2013
Track

Decisões baseadas em fatos. Este é um termo comum na vida de um Head BI ou de um BI Specialist.

A Tracksale é uma ferramenta focada nas fontes secundárias de coleta de informações para empresas na “linha de produção dos processos de BI”, incluindo, desta forma, dados e conteúdos relevantes de mapeamento das necessidades do consumidor, processo de decisão dos consumidores, avaliações competitivas, escolhas tecnológicas e tendências culturais e econômicas dos clientes.

Como a Tracksale entrega B.I. (Business Intelligence) para as empresas?

A Tracksale é uma ferramenta que se tornou um CRM baseado na satisfação dos clientes. Desta forma fica mais fácil e rápido identificar comportamentos, falhas em processos, produtos e serviços, sempre após o cliente já ter passado pelas 4 etapas da experiência de compra:

01 – Estímulo da Compra, 02 – ZMOT (avaliação no ambiente digital), 03 – Primeiro Momento da Verdade (prateleira), 04 – Segundo Momento da Verdade (Experiência)

O rápido crescimento de novas tecnologias mudou a forma como as empresas e seus consumidores se relacionam. Os consumidores possuem uma vasta variedade marcas/produtos/serviços, diferentemente de 10 ou 20 anos atrás. Através da Tracksale, é possível mapear dados sobre as empresas que são fundamentais para sua evolução, informação fundamental para estabelecer relações leais com os clientes da marca.

Atualmente, em qualquer empresa, uma métrica fundamental de B.I. é a “Lifetime value”, ou, “valor do cliente ao longo da vida”. No qual os clientes podem ser classificados da seguinte forma:

  1. CMV (Clientes Mais Valiosos) para os quais a empresa deve utilizar todas as estratégias de retenção, trabalhando em programas de reconhecimento de valor e no uso de canais de comunicação exclusivos recompensando a preferência destes clientes e o volume de negócios por eles submetido na empresa;
  2. CMP (Clientes de Maior Potencial) para os quais é necessário realizar ações através de incentivos. O foco final é transformar os clientes CMP em CMV. Encontrar estratégias para os “habituar” a trabalhar com os produtos/serviços da empresa;
  3. AZ (Abaixo de Zero) que representam valor negativo para a organização; Não são o foco da empresa.
  4. Clientes Intermédios mas que são lucrativos, porém sem grande expressão.

Desta forma, te convidados a começar a coletar informações através dos feedbacks de seus clientes pela Tracksale.co. Crie agora seu departamento virtual de pós-venda! www.tracksale.co

Artigos relacionados

Tracksale é uma das 5 startups convidadas para…

12 de setembro 2013 Track

CEO da Tracksale para sobre SEED e Startups…

12 de setembro 2013 Track

Tracksale ganha destaque no Jornal e Portal Estado…

12 de setembro 2013 Track