Fechar

Employer Branding: saiba o que é e as principais vantagens dessa estratégia

Por Diandra Guedes em 23 de junho 2020
Geral

Tempo de leitura: 6 minutos

Você já ouviu falar em employer branding? Sabe o que essa técnica significa e como aplicá-la na sua empresa?

Aplicar este conceito na sua empresa pode ajudar a tornar os seus funcionários verdadeiros promotores da marca. Afinal, eles estão na linha de frente com os clientes, não é mesmo?

Além disso, melhorar a satisfação dos seu time, significa mais ganhos tantos pros funcionários quanto para o negócio.  Ficou curioso e quer saber mais sobre o assunto? Então confira este post!

Qual é a definição de employer branding?

Antes de aprender a aplicar o employer branding na sua empresa  é preciso entender o que ele significa. Essas duas palavras podem ser traduzidas como ‘marca empregadora’, e dizem respeito a um conjunto de técnicas e estratégias para que a sua empresa seja vista pelo mercado como um bom local de trabalho.

Essa estratégia deve ser priorizada pela equipe de Recursos Humanos (RH), mas é importante ressaltar que todos os times devem estar alinhados e engajados  com a cultura organizacional da empresa, para que possam gerar um ambiente colaborativo.

Quais as vantagens do employer branding?

Além de fomentar uma imagem positiva da sua organização no mercado, quais outras vantagens essa estratégia oferece? Para te ajudar a esclarecer esse assunto separamos 5 principais benefícios que a sua empresa pode obter com o employer branding. Veja:

1.Reforça a imagem da marca

employer branding imagem da marca

Através do employer branding é possível reforçar o DNA, os pontos positivos, a cultura e os valores da marca. Além disso, mostrar que sua empresa se importa com o bem-estar e com a satisfação dos funcionários, faz com sua organização seja bem vista tanto pelos colaboradores quanto pelo público externo.

2. Atrai e retém talentos

retém talentos

A retenção de talentos é fundamental para ter uma equipe mais alinhada e engajada, e também para evitar custos com processos seletivos. Afinal, a alta rotatividade além de ser negativa para a imagem da empresa, dá prejuízos financeiros.

Já imaginou todo mês ter que elaborar e aplicar processos seletivos, treinar os novos colaboradores, ensinar os processos internos para eles se desligarem logo depois? Além da dor de cabeça, gera um gasto a mais e traz uma imagem negativa para a organização.

Além disso, outro fator positivo do employer branding é atrair talentos mais alinhados com os valores da sua empresa. Isso porque a maioria dos trabalhadores buscam saber um pouco mais sobre a empresa antes de se candidatarem a processos seletivos.

Deste modo, empresas que cuidam da marca interna têm mais chances de atraírem candidatos alinhados às suas expectativas, além de receberem mais candidaturas qualificadas.

3. Reduz custos de recrutamento

Como já dissemos o custo de um processo seletivo pode fazer diferença na hora de fechar as contas, e o employer branding pode ajudar (e muito!) nesse tópico.

Isso porque além de reter talentos, com a imagem da marca fortalecida e bem construída o time de Recursos Humanos conseguirá elaborar processos mais assertivos, enxutos e coesos, diminuindo o tempo e a burocracia das etapas. 

Além disso, o RH poderá realizar a entrevista de fit cultural, importante processo para verificar se o candidato está alinhado com os valores da empresa.

4. Aumenta a produtividade

aumenta a produtividade

Funcionários felizes trabalham melhor e mais bem dispostos, não é mesmo? Além de terem uma produtividade mais alta. Por isso, estimule um ambiente de trabalho colaborativo, onde seus funcionários possam ser ouvidos e tenham oportunidades reais de crescimento profissional.

Um bom local de trabalho propicia maior  sentimento de pertencimento do time, além de minimizar o estresse e ajudar, inclusive, na melhora da saúde mental de todos os colaboradores. 

5. Aumenta as vendas

Você deve estar se perguntando como o employer branding pode te ajudar a aumentar as vendas, não é mesmo? Afinal, a estratégia é usada para fortalecer a marca interna. 

Bom, isso acontece porque atualmente os clientes (público externo) não estão preocupados apenas com o produto e/ou serviço, mas sim com o conceito que a sua marca vende. Deste modo, é importante para o cliente saber que a sua empresa tem uma política interna adequada e se preocupa com o bem-estar dos colaboradores. 

Pense bem, você prefere consumir de uma marca que se importa com os funcionários ou de uma que não toma nenhuma ação interna adequada?

Como aplicar employer branding?

Depois de descobrir as principais vantagens de aplicar esta técnica na sua empresa, chegou a hora de saber como fazer. É importante lembrar que o employer branding não é desenvolvido da noite para o dia, e exige dedicação e engajamento de toda a empresa. Por isso, separamos algumas medidas que devem ser realizadas. Veja só:

  • Tenha um planejamento (curto, médio e longo prazo)
  • Crie uma cultura própria da sua empresa
  • Crie defensores da marca
  • Invista na comunicação interna
  • Crie planos de carreira

Medindo o ROI do Employer Branding

ROI

Você sabia que é possível medir o retorno que o employer branding traz à sua organização? O ROI ou Return On Investiment (Retorno sobre Investimento) também pode ser mensurado para apurar o retorno financeiro das estratégias adotadas pela empresa para melhorar a satisfação interna da sua empresa.

cálculo do roi

Uma maneira é analisar as ações individuais antes e depois do employer branding. Por exemplo, é medindo o quanto sua empresa gastava com processos seletivos e treinamento dos novos funcionários antes de aplicar o employer branding.

Após a técnica, faça o mesmo cálculo. A diferença entre os resultados têm que ser positiva para que o retorno financeiro seja válido. De forma similar, também é possível analisar os resultados para o processo de retenção de talentos. Embora seja aplicado em um prazo maior, os retornos também costumam ser positivos.

Marketing de conteúdo no Employer Branding: como usar?

O marketing de conteúdo pode ser um grande aliado na hora de implantar as estratégias de employer branding, isso porque através dele é possível produzir conteúdos internos que estejam mais alinhados com o propósito da organização.

Você sabe como a sua empresa pode ser impactada pelos conteúdos e informações compartilhadas dos seus funcionários? Claro que não dá para filtrar 100% o fluxo de mensagens, por isso, uma boa estratégia é monitorar esse compartilhamento e usá-lo a favor da imagem da sua marca.

Além disso, é muito positivo incentivar que os funcionários compartilharem momentos e experiências felizes que viveram na empresa em suas redes sociais; seja em uma confraternização, em uma entrega de prêmios, etc.

Não se esqueça que as iniciativas de employer branding podem ser lideradas pela equipe de RH, mas só serão efetivas com o engajamento de toda a equipe. No entanto, as mensagens devem ser verdadeiras, e refletir o real ambiente de trabalho dos colaboradores. Não adianta apenas compartilhar informações positivas sobre a empresa, se o local de trabalho não é agradável.

E lembre-se que é importante desenvolver conteúdos específicos para o público interno. Quanto mais envolvido com a marca o colaborador estiver, mais chances de atingir o sucesso da ‘marca empregadora’

Melhorando o eNPS através do employer branding

Gostou de saber um pouco mais sobre o employer branding? Já deu para perceber que essa técnica é muito positiva para as empresas, além de aumentar satisfação dos funcionários, melhorar o eNPS e fortalecer a imagem da organização.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o assunto, é só aplicar na sua empresa e mensurar os resultados.

Ah, e se quiser ver mais conteúdos como esse fique de olho no nosso blog e não deixe de nos seguir nas redes sociais (Instagram, LinkedIn e Facebook). 

Ainda não conhece a Track.co? Então acesse o nosso site. Te convidamos a saber mais sobre a nossa nova plataforma, a mais completa e atualizada em termos de métricas Experiência do Cliente

vamos conversar? hello@track.co

Tudo sobre Experiência do Consumidor, métricas, pesquisa de satisfação e sobre as tecnologias mais inovadoras de CX.



Artigos relacionados

Como usar o NPS para clínicas de saúde?

23 de junho 2020 Geral

Pós-venda na Black Friday: conheça as melhores práticas

23 de junho 2020 Geral

Certificações em Customer Experience: 10 melhores cursos para…

23 de junho 2020 Experiência do Cliente